Benefícios e Riscos do Monitor Cardíaco Implantável

O seu médico pode não ter sido capaz de diagnosticar seus sintomas cardíacos usando os métodos tradicionais ou o seu médico pode não estar certo sobre que tipo de tratamento será melhor para você. Nesses casos, um monitor cardíaco implantável poderá fornecer as respostas.

Benefícios

Existem vários benefícios no uso do Monitor Cardíaco Implantável:

  • É mais provável que um diagnóstico seja obtido com ele do que com métodos tradicionais1
  • O dispositivo pode ajudar seu médico a decidir-se sobre o melhor tratamento para você; ele se baseia em informações que o monitor registra sobre seu ritmo cardíaco
  • O seu médico será capaz de ver como os tratamentos estão afetando seu ritmo cardíaco
  • O monitor cardíaco implantável foi projetado para uso de longo prazo. Ele monitora seus ritmos cardíacos 24 horas por dia, todos os dias, por até três anos
  • Devido ao monitor cardíaco ser colocado sob a pele, você não precisa usar eletrodos em seu corpo ou preocupar-se em conectar nenhum fio.
  • Os dados registrados não são influenciados por restrições em atividades, como pode ser o caso com monitores externos. Você pode continuar com suas atividades regulares e o monitor registrará informações relevantes da vida real.

Riscos

Como com qualquer tratamento médico, algumas pessoas poderão experimentar efeitos colaterais. Devido ao monitor cardíaco ser implantado logo abaixo da pele, existe um leve risco de infecção, pois o dispositivo se move através da pele, e/ou sensibilidade ao material do monitor cardíaco. Entretanto, o número de pessoas que experimentam esses problemas é muito baixo. O Monitor Cardíaco Implantável é prescrito pelo seu médico. Esse dispositivo não se aplica a todas as pessoas. Por favor, converse com o seu médico para ver se ele é o mais acertado para você. O seu médico deverá discutir todos os benefícios e riscos em potencial com você. Embora muitos pacientes se beneficiem do uso deste tratamento, os resultados podem variar.

Referências

  1. Botto GL, Padeletti L, Santini M et al. Presence and duration of atrial fibrillation detected by continuous monitoring: crucial implications for the risk of thromboembolic events. J Cardiovasc Electrophysiol 2009; 20: 2418–.

 

A orientação médica não pode ser substituída pelas informações contidas neste site. Sempre converse com o seu médico sobre diagnóstico e opções de tratamento.

Section Navigation

Additional information

Brasil